E sul real

Autor Braz Marques Sobrinho

Nome artístico tio Braz

E sul real e sul real

Essa camba de políticos

São todos cara de pau

E sul real e sul real

Nois também samos culpados

De volta nesses safados 

Pra governa os estados 

Anúncios
Padrão

Esbarrão na garçonete

Autor Braz Marques Sobrinho

Nome artístico tio Braz

Eu estava ocupada 

Com abondeija na mão

Pra servir o meu cliente que

 estava no salão

Quando derrepente

Eu levei um esbarrão.

A bandeja escorregou

Caiu direto no chão

Fiquei muito irritada

Com está citação

Aida tomei uma bronca

Do filho… Do meu patrão.

Padrão

Dá janela do apartamento

Autor Braz Marques Sobrinho

Nome artístico Tio Braz

Dá janela do apartamento

Olhei Pará baixo 

Vi o movimento

Pessoas andando pra lá 

E pra cá 

Alunos entrando na escola

Para estudar 

Outros cabulando 

Para namora 

Mesmo sabendo que 

Chegando em casa vai apanhar.

Padrão

E uma flor E uma rosa

Autor Braz Marques Sobrinho

E uma flor e uma rosa

E um verso é uma prosa

E uma jovem façera 

Subindo a ladeira 

Inteira a pé seto no chão 

De cançasso levantou 

Pra mim dá um braço 

Com muita fé

Pegou na minha mão

E mim pedio pra fazer um cafuné.

Padrão